Hackathon Vertentes: novas possibilidades para o ensino remoto

Na noite da última segunda, 10, foi aberta a primeira edição do Hackathon Vertentes, evento organizado pela UFSJ em parceria com o IF-Sudeste São João del-Rei e o Uniptan. Na cerimônia de abertura, palestra de Eduardo Zanini, diretor de Gerenciamento de Produtos da startup Geekie, que atua no mercado educacional brasileiro buscando soluções aplicáveis para a realidade do ensino básico.

A mesa de abertura contou com a presença de representantes das três instituições de ensino que viabilizaram o evento, com mediação do professor Dárlinton Carvalho, do Departamento de Ciência da Computação da UFSJ. A pró-reitora de Ensino de Graduação, Elisa Tuler de Albergaria, destacou que o desafio a respeito do uso de tecnologias na Educação não é novo; o momento, porém, nos leva a repensar a atuação em diversas áreas de mercado, inclusive a Educação. “Podemos contribuir criando novos paradigmas e possibilidades que possam ser aplicadas mesmo depois da pandemia.” Como docente do curso de Computação da UFSJ, Elisa lembrou que acompanha mais de perto as questões ligadas à tecnologia, que, no entanto, “se tornam mais interessantes quando relacionadas à Educação.”

A reitora do Uniptan, Maria Tereza Gomes Lima, ressaltou a relevância do tema, que atende ao “novo normal da pandemia”. A importância da parceria entre as três instituições de ensino que promovem a Hackathon foi outro ponto reforçado por Maria Tereza. “Nossos estudantes vão pensar em inovações relacionadas à Educação, trazendo boas ideias para caminharmos por esse período de tanta insegurança, oferecendo o que temos de melhor para suprir as demandas de ensino.”

O professor Celso Luis Souza, responsável pelo Setor de Inovação do IF-Sudeste Minas, campus São João del-Rei, chamou a atenção para o fato de que a competição pode representar uma oportunidade significativa para a cidade e para a região, “pois tem como objetivo cultivar uma cultura inovadora e empreendedora, além do fortalecimento do laço científico e extensionista das três instituições.” Para ele, esse tempo pandêmico coloca o modelo educacional vigente em xeque em todo o mundo. “Mas essa transformação está impulsionando a Educação para algo inovador, que nos permitirá produzir conhecimentos que trarão mudanças para o futuro. A inovação nunca foi tão importante quanto é hoje.”

A Hackathon Vertentes é um desafio que propõe soluções para viabilizar o ensino remoto em todos os três os níveis de ensino. Ao longo desta semana, os participantes se reuniram para propor ideias e projetos que sejam acessíveis e escaláveis para viabilizar as aulas em todo o país.

A Geekie no mercado educacional
Fundada em 2011, a Geekie é uma empresa que atua no mercado da Educação, criando ferramentas como a plataforma Geekie Games, utilizada nacionalmente por estudantes jovens e adultos. Para Dárlinton, a palestra de Eduardo Zanini, um profissional que “vive na prática a inovação em Educação”, foi muito marcante: ao compartilhar lições aprendidas ao longo da sua trajetória profissional, inspirou os alunos a trilhar e transformar esse caminho.

Esta é a primeira edição local da maratona, que desde já impôs à organização o desafio de realizá-la de forma remota. Apesar de ser da área da Computação, causou estranhamento ao mediador falar o tempo olhando para uma câmera, sem a interação com o público. Uma das saídas foi aprender a lidar com a plataforma de transmissão, ao mesmo tempo em que se ia descobrindo os benefícios da ferramenta. “Tivemos participantes do Brasil todo, com palestrantes e estudantes de várias regiões, o que seria mais difícil viabilizar em um evento presencial.”

A cerimônia de abertura foi transmitida pela plataforma Zoom, e pode ser assistida na íntegra na página da TV UFSJ.

João Vítor Bessa
Aluno de Jornalismo, estagia na Ascom


Publicada em 14/08/2020
Fonte: ASCOM

 Voltar