Ciências Naturais desenvolve métodos de análise de fármacos

Os fármacos são substâncias que atuam como princípio ativo de medicamentos em geral. A análise dessas substâncias é tema de uma pesquisa realizada pelo professor Keyller Borges, do Departamento de Ciências Naturais (DCNAT) da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ). Além dos fármacos, o professor analisa também a ação de substâncias toxicantes.

A pesquisa trabalha, de forma geral, no desenvolvimento de métodos para análise de diferentes substâncias químicas, os analitos. “Esses analitos são, por exemplo, fármacos em medicamentos, em água, alimentos e fluidos biológicos. Isso engloba também a determinação de analitos em casos de doping e análises toxicológicas de fluidos biológicos, como urina e plasma”, explica Keyller.

Outra frente de trabalho da pesquisa é encontrar formas para retirar esses analitos de diferentes matrizes, como água, alimentos, solo ou fluidos biológicos do nosso corpo, e tornar possível sua análise.

O professor conta que a pesquisa passa por diferentes etapas: o desenvolvimento do material empregado na extração do analito da matriz; o desenvolvimento do método de extração, a partir do material desenvolvido; e, por fim, a utilização de um equipamento de laboratório que detecta o analito que estava presente em uma determinada matriz.

Dessa forma, desenvolvem-se diferentes metodologias para os estudos. “Após verificarmos a inexistência ou métodos ultrapassados na literatura para a determinação de um determinado fármaco ou toxicante em uma matriz, nós corremos atrás do desenvolvimento de uma nova e eficiente metodologia”, explica.

Keyller lembra que o interesse nesse assunto surgiu quando ele fazia doutorado, na Universidade de São Paulo (USP). “A diferença é que, aqui na UFSJ, orientamos alunos de mestrado e doutorado no Programa de Pós-Graduação em Física e Química de Materiais, assim, precisamos propor e desenvolver novos materiais. Desde a criação, em 2011, nosso grupo de pesquisa começou a sintetizar diferentes materiais para aplicação em métodos de preparo de amostras complexas”, relata.

A síntese desses materiais, segundo Keyller, já resultou no depósito de várias patentes e dezenas de artigos científicos. “A gente tem desenvolvido materiais extremamente eficientes para a determinação de diferentes analitos”, finaliza. 

* Essa reportagem faz parte de uma iniciativa de divulgação científica da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Prope).


Publicada em 14/11/2018
Fonte: ASCOM

 Voltar