Evento internacional da pós em Letras começa nesta quarta, 23; acompanhe a programação

Publicada em 22/08/2023 - Fonte: ASCOM

Imagem e Ruína é o tema do 6º Colóquio Internacional do Programa de Mestrado em Letras (PROMEL), que inicia suas atividades nesta quarta, 23. Realizado em parceria com o Retiina.Internacional, grupo e laboratório de pesquisa formado na França, o evento vem discutir, em perspectiva semiótica, o conceito de ruína no âmbito das Artes e da Literatura.

“Buscamos o entendimento de ruína como fragmento redescoberto pela arte, como lugar da memória – ao mesmo tempo de destruição e construção. O objetivo do evento é identificar as linhas de força que nos permitem enfrentar o passado não como mero passado, mas como força propulsora que permite ler e interpretar outras temporalidades”, explicam os organizadores na página oficial do evento.

Até sexta, 25, o Colóquio acontece presencialmente no Campus Dom Bosco, e conta com uma programação composta por mesas-redondas, debates e apresentação de trabalhos. “Como, do ponto de vista da ruína, podemos pensar o nosso mundo de maneira diferente?”

Os debates e as pesquisas selecionadas partem dos seguintes eixos temáticos: Poéticas da memória; Literatura e esquecimento; Intermidialidade; Interseccionalidade; Memórias, Artes e mídias; Memórias em (dis)curso; Ruínas da cultura e Gênero, corpo e raça.

A programação completa do evento está disponível neste link.

Organização
O Programa de Pós-Graduação em Letras: Teoria Literária e Crítica da Cultura desenvolve pesquisas sobre a Literatura e outros discursos, levando-se em conta principalmente as questões referentes à memória e à identidade cultural.

Já o Retiina.Internacional trabalha com estética e teorias sobre antigas e novas imagens. Formado na França, o grupo é coordenado e dirigido por François Soulages, professor emérito da Universidade Paris VIII Saint-Denis, que fala dia 23 no Colóquio. O grupo ainda conta com a colaboração de várias instituições acadêmicas internacionais, entre as quais o Programa de Pós-Graduação em Arte, da Universidade de Brasília. O responsável pelo Retiina.Internacional no Brasil é o professor Biagio D’Angelo, da UnB.
 

Texto: Gabriella Canuto (Estagiária ASREC)