Diretora do CNPq abrirá o XX Congresso de Produção Científica e Acadêmica

Publicada em 09/05/2023 - Fonte: ASCOM

A diretora de Cooperações Institucionais, Internacionais e Inovação do CNPq, professora Dalila Oliveira, palestrará dia 22 de maio, segunda-feira, às 19h, no auditório da Biblioteca do Campus Dom Bosco, durante a cerimônia de abertura do XX Congresso de Produção Científica e Acadêmica (XX CPC). A informação é da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Prope).

No evento, a professora Dalila vai falar sobre Os novos horizontes da pesquisa no Brasil: cooperação institucional, internacional e inovação como estratégias de fortalecimento da pesquisa. O convite à dirigente do CNPq foi feito pela vice-reitora da UFSJ, Rosy Ribeiro, durante reunião com o presidente do CNPq, Ricardo Galvão, na sede da agência de fomento, em Brasília (DF).

ANPEd
A professora Dalila Andrade Oliveira é doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), com pós-doutorado pelo Instituto de Educação da Universidade de Londres (2014), pela Université de Montréal, no Canadá (2006), e pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (2005).

Professora Titular de Políticas Públicas em Educação no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Dalila Oliveira integrou o Conselho Deliberativo do CNPq, representando as áreas de Ciências Humanas e Sociais. É Pesquisadora PQ 1A do referido Conselho; presidiu a Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd), entre os anos de 2009 e 2013.

Resgatar relações
Em fevereiro deste ano, ao assumir a diretoria de Cooperações Internacionais do CNPq, Dalila Oliveira, em matéria publicada no site da UFMG, declarou ter como prioridade o resgate de relações do CNPq, dentro e fora do Brasil, devido ao “desinvestimento” nas universidades e no desenvolvimento científico do país. “O objetivo é recuperar acordos com parceiros da América Latina e de outras partes do mundo, além de incrementar relações com as universidades – em temas como bolsas de mestrado e doutorado – e retomar iniciativas conjuntas com as fundações de apoio à pesquisa dos estados, a Capes e a Finep, entre outras instituições”, enumerou.

Nos últimos três anos, Dalila coordenou o Grupo de Estudos sobre Política Educacional e Trabalho Docente (Gestrado) da UFMG, trabalhando também como professora visitante em universidades latino-americanas e da Europa.