Olha pra você ver: mais de 2 mil crianças prevenindo deficiências visuais

O programa de extensão Olha pra você ver, da Universidade Federal de São João del-Rei, chega ao seu sexto ano de execução com dados animadores. O projeto, que tem como finalidade a redução das deficiências visuais a partir de avaliação da acuidade visual e da presença de desvio ocular das crianças de seis meses a seis anos de idade, já avaliou cerca de 2 mil crianças. A atuação é em Divinópolis, em parceria com as Secretarias Municipais de Educação e de Saúde. As atividades são desenvolvidas nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) e nas Creches Beneficentes do Município.

A coordenadora do "Olha pra você ver", professora Letícia Helena Januário, do Campus Centro-Oeste Dona Lindu, explica que o programa avalia as crianças em 24 CMEIs, Escolas Municipais que possuem Educação Infantil e creches beneficentes do município. São feitos testes de acuidade visual e de desvio ocular, e caso os testes detectem problemas, as crianças são encaminhadas para a Policlínica para atendimento oftalmológico.

Deficiências visuais em crianças podem passar despercebidas, já que nem sempre elas conseguem alertar os pais, entretanto a percepção reduzida de estímulos, especialmente visuais, pode afetar o aprendizado. Além disso, a baixa acuidade visual e o estrabismo são causas de cegueira evitáveis.

A professora explica ainda que, antes do início dos testes, são feitas reuniões com a Diretoria da Escola para avaliação da viabilidade da execução do programa, conforme as condições de infraestrutura do local. Em seguida, com os professores e com os pais dos alunos para sensibilização em relação à necessidade de ações de pesquisa e extensão sobre a saúde ocular e para obter apoio à iniciativa. Também são promovidas ações educativas voltadas para subsidiar os educadores e os pais para observação de comportamentos das crianças que possam indicar transtornos da saúde ocular.

Atualmente o programa está desenvolvendo suas atividades nos CEMEIs dos bairros São Roque, Danilo Passos e Candelária e iniciando nos bairros São José e Niterói.


Publicada em 30/01/2017
Fonte: ASCOM

 Voltar