Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

Ementário das disciplinas


  •                                                         EMENTÁRIO DAS UNIDADES CURRICULARES

    PRIMEIRO PERÍODO

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    A História como área de estudo e pesquisa no campo da Educação Física. Panorama e perspectivas da História da Educação Física e Esportes no Brasil. Fontes e Métodos para o estudo da História da Educação Física e Esportes. As práticas corporais na história das sociedades. A Educação Física no Brasil: a herança militar, médica e esportiva. A educação do corpo e escolarização das práticas corporais.

    OBJETIVOS

    • Perceber a importância dos estudos relativos à história de Educação Física e esporte.
    • Conhecer as fontes e métodos para o estudo da história da Educação Física e esporte.
    • Compreender o desenvolvimento sócio-histórico Educação Física e esporte.
    • Identificar as bases por meio das quais se deu a educação do corpo e o processo de escolarização das práticas corporais.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    GOELLNER, Silvana Vilodre e MELO, Victor Andrade de. Educação Física e História: A literatura e a imagem como fontes. In: CARVALHO, Yara Maria e RUBIO, Kátia. Educação Física e Ciências Humanas. São Paulo: Hucitec, 2001.

    LUCENA, Ricardo de Figueiredo. O esporte na cidade: aspectos do esforço civilizador brasileiro. Campinas : Autores Associados, 2001.

    SANT’ANNA, Denise Bernuzzi de. Educação Física e História. In. CARVALHO, Yara Maria e RUBIO, Kátia. Educação Física e Ciências Humanas. São Paulo: Hucitec, 2001.

    TABORDA, Marco Aurélio de Oliveira. (Org.). Educação do corpo na escola brasileira. Campinas: Autores Associados, 2006.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    CAMBI, Franco. História da Pedagogia. 3.ed. São Paulo: Unesp, 1999.

    GRIFI, Giampiero História da Educação Física e do Esporte. Porto Alegre: D.C. Luzzato Editores, 1989.

    MELO, Victor Andrade de. História da Educação Física e do Esporte no Brasil: panoramas e perspectivas. São Paulo: IBRASA, 1999.

    RAMOS, Jayr Jordão. Os exercícios físicos na história e na arte: do homem primitivo aos nossos dias. São Paulo: IBRASA, 1982.

    SOARES, Carmen Lúcia. Educação Física: raízes européias e Brasil. Campinas: Autores Associados, 1994.

    ______. Imagens da educação no corpo: estudo a partir da ginástica francesa no século XIX. Campinas, SP: Autores Associados, 1998.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    PRÁTICA PEDAGÓGICA: INTRODUÇÃO À DOCÊNCIA

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Esta disciplina busca levar os acadêmicos ingressantes no curso de licenciatura em Educação Física à análise crítica da escola, a partir de suas trajetórias escolares e da observação das escolas; o papel social do professor e da Educação.

    OBJETIVOS

    • Refletir as experiências dos acadêmicos sobre a escola.
    • Analisar criticamente a escola.
    • Refletir individual e coletivamente a realidade das escolas e da educação brasileira.
    • Aproximar os futuros professores da escola e da docência.
    • Viabilizar a construção de possibilidades de intervenção na organização da escola.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 18ª  ed. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

    MATTOS, Carmen Lúcia Guimarães de.O conselho de classe e a construção do fracasso escolar.In:Educação e. Pesquisa., v.31, n.2, p.215-228, maio/ago. 2005.

    SILVA, Ronalda Barreto. Educação comunitária: além do estado e do mercado?Cad. Pesqui., São Paulo, n. 112, 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo>. Acesso em: 06 Set 2006.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    MACHADO, Ana Lúcia Ruivo. A vida na escola, a escola na vida. Campinas: Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação (Memorial), 2006.

    MOURA, Anna Regina Lanner de. Memorial: Fazendo-me professora.In: Caderno CEDES,  Campinas,  v. 19,  n. 45,  1998.  Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo. Acesso em: 27  Jul  2007.

    ZALUAR, Alba; LEAL, Maria Cristina. Violência extra e intramuros.Revista Brasileira de Ciências Sociais.São Paulo, v. 16, n. 45, 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo>. Acesso em: 06 set. 2006.

               
     

     


     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    ANATOMIA HUMANA I

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Elementos da anatomia, composição histológica e fisiologia dos sistemas: nervoso; cardiovascular; respiratório; digestivo; urinário; reprodutor; endócrino.

    OBJETIVOS

    • Proporcionar aos alunos conhecimentos básicos na área de anatomia e fisiologia humana visando a integração com outras disciplinas do currículo de licenciatura em Educação Física.
    • Possibilitar embasamento teórico necessário para trabalhar conceitos de atividade física ligados à anatomia e fisiologia humanas com diferentes públicos-alvo, em especial, escolares.
    • Os temas de anatomia serão apresentados de forma contextualizada, visando o posicionamento do futuro professor.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    DANGELO, JG; FATTINI, CA.  Anatomia Básica dos sistemas orgânicos. 2. ed. São Paulo: Atheneu, 2007.

    KOEPPEN, Bruce M.; STANTON, Bruce A. Berne e Levy: Fisiologia. 6. ed. São Paulo: Elsevier, 2009.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    CURI, R. e ALMEIDA Filho, J.P. Fisiologia Básica. 1. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009

    GUYTON, Arthur C; HALL, John E. Tratado de fisiologia médica. 11.ed. São Paulo: Elsevier, 2006.

    WURZINGER, Laurenz J. Anatomia. 1 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    METODOLOGIA DO TRABALHO ACADÊMICO

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Estudos dos procedimentos técnicos, metodológicos e conceituais como instrumentos adequados de apoio aos trabalhos didático-científicos e de pesquisa. Orientações para elaboração de relatórios de estudos, fichamentos, resenhas e resumos de acordo com as Normas da ABNT. Introdução aos métodos científicos de pesquisa, teorias, abordagens, estrutura do trabalho científico, tipos, conceitos, aplicação, validade.

    OBJETIVOS

    • Instrumentalizar os discentes para escrita acadêmica.
    • Possibilitar o diálogo com a produção do conhecimento científico.
    • Incentivar os futuros professores para a produção do conhecimento sobre sua Prática Pedagógica.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    BAUER, Martin & GASKELL. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002.

    LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de A. Fundamentos de metodologia científica. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2005.

    LUNA, Sergio V. Planejamento de pesquisa – uma introdução. São Paulo: Educ, 2000.

    MAZZOTTI, Alda Judith; GEWANDSZNADER, Fernando. O método nas Ciências naturais e sociais: pesquisa qualitativa e quantitativa. 2.ed. São Paulo: Thomson, 2002.

     

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    BECKER, Howard. Métodos e técnicas de pesquisa – uma introdução. 3. ed. São Paulo: Hucitec, 1997.

    BODGAN, Robert, BIKLEN, Sari. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora,1989.

    CHIZZOTTI, Antônio. Pesquisa em Ciências Sociais e Humanas. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1998.

    ECO, H. Como se faz uma tese. São Paulo: Perspectiva, 1989.

    SÁ, Elisabeth Schneider de, et alii. Manual de Normalização de Trabalhos Técnicos, Científicos e Culturais. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1994.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

     

    Turno: Integral

     

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

     

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    JOGOS E BRINCADEIRAS

    Unidade Acadêmica

     

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

     

    Teórica

    36h

    Prática

     

    Total

    36h

     

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

     

                 
     

     

    EMENTA

    Conceitos e funções do jogo e da recreação. Estudo do fenômeno do jogo. Interação entre jogo e brincadeira e suas possibilidades pedagógicas. Levantamento, vivência e desenvolvimento dos jogos e brincadeiras na escola.

    OBJETIVOS

    • Conceituar os jogos e brincadeiras na educação.
    • Estimular o interesse pela introdução dos jogos e brincadeiras na prática educativa escolar.
    • Proporcionar aos alunos o conhecimento dos fundamentos teórico-práticos necessários ao desenvolvimento das atividades de jogos e recreação na escola.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    BROUGÈRE, Gilles. Jogo e Educação. 2ª ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2003.

    CAVALLARI, Vinícius R. e ZACHARIAS, Vany. Trabalhando com Recreação. 7ª ed. São Paulo: Ícone, 2004.

    KISCHIMOTO, Tizuco Morchida. Jogos tradicionais infantis: o jogo, a criança e a educação. Rio de Janeiro: Vozes, 1993.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    FERREIRA NETO, Raul. Recreação na escola. 2ª ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2002.

    FERREIRA, Solange. L. et. al. Recreação, jogos, recreação. 4ª ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2002.

    MEDEIROS, Ethel Bauzer. Jogos e recreação na escola primária. Rio de Janeiro: INEP/MEC, 1959.

    ROSAMILHA, Nelson.Psicologia do jogo e aprendizagem infantil. São Paulo: Pioneiras, 1979.

    SILVA, Elizabeth Nascimento. Atividades Recreativas na 1ª Infância. 3ª ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2002.

     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

    METODOLOGIAS DE ENSINO DAS ATIVIDADES AQUÁTICAS

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

     

     

    Prática

    25h projeto de intervenção pedagógico

    Total

    97h

     

     

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Análise das práticas sistematizadas de variadas atividades aquáticas na escola e sociedade. Orientação básica nos processos pedagógicos de ensino-aprendizagem das atividades aquáticas.

    OBJETIVOS

    Proporcionar aos futuros professores de Educação Física recursos didático-pedagógicos para intervenção com as atividades aquáticas.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    CANOSSA, Sofia. FERNANDES, Ricardo; J. CARMO, Carla; ANDRADE, Antônio. SOARES, M. Suzana. Ensino multidisciplinar em natação: reflexão metodológica e proposta de lista de verificação. In: Motriz. v.3 n.4 Santa Maria da Feira, out. 2007.

    LIMA, William Urizzi. Ensinando natação. 2ª ed. Rio de Janeiro: Phorte, 2006.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    MACHADO, David. Metodologia da natação. Ed. Pedagógica e Universitária LTDA, 1978.

               
     

     


    SEGUNDO PERÍODO

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

    FUNDAMENTOS SÓCIO-ANTROPOLÓGICOS APLICADOS À EDUCAÇÃO FÍSICA

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Esta disciplina aproxima os discentes da produção do conhecimento das Ciências Sociais, o que possibilitará a interpretação dos vários fenômenos sócio-culturais e suas relações com a Educação Física: as relações de dominação (classe social, raça, gênero, idade, entre outras); os conceitos de cultura; as relações da Educação da relação étnico-raciais no Brasil; a Cultura Corporal.

    OBJETIVOS

    • Aproximar os futuros professores de Educação Física dos estudos das Ciências Sociais.
    • Analisar criticamente os fenômenos sociais à luz do conhecimento acadêmico produzido pelas Ciências Sociais.
    • Proporcionar a reflexão sobre a Educação Física e sua relação com a sociedade.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    ADORNO, Theodor W.Educação Após Auschwitz. In: Adorno, Theodor W. Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

    GUARESCHI, Pedrinho. Sociologia crítica: alternativas de mudança. 57ª ed. Porto Alegre: Mundo Jovem, 2005.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    ADORNO, Theodor W. Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1995.

    ARANHA, Maria Lúcia de A.; MARTINS, Maria Helena Pires. Filosofando: introdução à Filosofia. São Paulo: Moderna, 1986.

    BRACHT, Valter. Sociologia crítica do esporte: uma introdução. Vitória: UFES, Centro de Educação Física e Desporto, 1997.

    DAOLIO, Jocimar. A Ruptura Natureza/Cultura na Educação Física. In: DE MARCO, Ademir (Org.). Pensando a Educação Motora. Campinas: Papirus, 1995, p. 59-68.

    MINNER, Horace. 1956. Os ritos corporais entre os Nacirema. Mimeo. 1956.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    ESTUDOS DO LAZER

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    A complexidade do Lazer, seu papel nas sociedades contemporâneas; os principais conceitos e interpretações teóricas do Lazer.

    OBJETIVOS

    • Adquirir conhecimentos sobre os conceitos e interpretações sobre o Lazer.
    • Reconhecer o Lazer como um fenômeno complexo inserido no contexto sócio-econômico e na rede de relações das comunidades em que se efetiva.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    MARCELLINO, N. C. Lazer e Educação. 13ª ed. Campinas: Papirus, 2008.

    ______.  Lúdico, Educação e Educação Física. 2.ed. Rio Grande do Sul: Unijui, 2003.

    MASCARENHAS, F. Lazer como prática da liberdade. Goiânia: Ed. UFMG, 2003.

    MELO, V. ; ALVES Jr., E. de D. Introdução ao lazer. São Paulo: Manole, 2003.

    WAICHMAN, P. Tempo livre e recreação: um desafio pedagógico. 4ª ed. Campinas: Papirus, 2003.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    BRAMANTE, A. C. Qualidade no gerenciamento do lazer. In: BRUHNS, Heloisa Turini (org). Introdução aos Estudos do Lazer. Campinas: Editora da Unicamp, 1997.

    MAGNANI, J. G. C. Festa no pedaço: cultura popular e lazer na cidade. 2ª ed. São Paulo: Hucitec, 1998.

    MARCELLINO, N. C. Estudos do Lazer: uma introdução.  Campinas: Autores Associados, 1996.

    ______.  Lúdico, Educação e Educação Física. 2.ed. Rio Grande do Sul: Unijui, 2003.

    WERNECK, C. L. G.; ISAYAMA, H. F. Lazer, Cultura, Indústria Cultural e Consumo. In: WERNECK, STOPPA, ISAYAMA. Lazer e mercado. Campinas: Papirus, 2001, p.45-70.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    ANATOMIA HUMANA II

    Unidade Acadêmica

     

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

    Prática

     

    Total

    36

               
     

     

    Natureza Obrigatória

     

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

     

    Prerrequisito

    Anatomia Humana I

    Correquisito

     

     

    EMENTA

    Estudo da estrutura, composição e funcionamento do sistema locomotor do corpo humano; Anatomia básica dos sistemas esquelético, articular e muscular; Composição histológica básica do sistema locomotor; Elementos de fisiologia do sistema locomotor.

    OBJETIVOS

    • Proporcionar aos alunos conhecimentos básicos na área de anatomia humana visando a integração com outras disciplinas do currículo de licenciatura em Educação Física.
    • Possibilitar embasamento teórico necessário para trabalhar conceitos da atividade física ligados à anatomia e fisiologia do aparelho locomotor com diferentes públicos-alvo, incluindo estudantes do ensino médio.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    DANGELO, JG; FATTINI, CA.  Anatomia Básica dos sistemas orgânicos. 2ª ed. São Paulo: Atheneu, 2007.

    KOEPPEN, Bruce M.; STANTON, Bruce A. Berne e LevyFisiologia. 6ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    CURI, R. e ALMEIDA FILHO, J.P. Fisiologia Básica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.

    GUYTON, Arthur C; HALL, John E. Tratado de fisiologia médica. 11ª  ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

    WURZINGER, Laurenz J. Anatomia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.

     

     


     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    As correntes da Psicologia: história e contemporaneidade. Tópicos em Psicologia: aspectos afetivos, cognitivos e sociais. A Psicologia da Educação. Interlocução entre as teorias da aprendizagem e do desenvolvimento e a prática educativa na Educação Física Escolar.

    OBJETIVOS

    • Fornecer aos alunos fundamentação teórica adequada sobre o processo de desenvolvimento e de aprendizagem.
    • Discutir e analisar as principais teorias do desenvolvimento humano e da aprendizagem.
    • Compreender o processo de desenvolvimento humano.
    • Compreender a relação entre desenvolvimento e aprendizagem à luz das teorias psicogenéticas.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    COLL, C. (org). Psicologia da Educação. Porto Alegre: Artmed, 1999.

    JOBIM e SOUZA, S. Infância e Linguagem: Bakhtin, Vygotsky e Benjamin. 10ª ed. Campinas: Papirus, 2006.

    LURIA, A.R.V. Psicologia e Pedagogia: bases psicológicas da aprendizagem. 2.ed. São Paulo: Centauro, 2003.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    COLL, C., PALACIOS, J.; ARCHESI, A. Desenvolvimento psicológico e educação: psicologia da educação escolar. vol. 2. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

    FONTANA, R. e CRUZ, N. Psicologia e trabalho pedagógico. São Paulo: Atual, 1997.

    LA TAILLE, Yves de et al. Piaget, Vygotsky e Wallon: teorias psicogenéticas em discussão. São Paulo: Summus, 1992.

    OLIVEIRA, Marta Kohl. Vygotsky, aprendizado e desenvolvimento: um processo sócio- histórico.São Paulo: Scipione, 1993.

    REGO, Teresa C. Vygotsky: uma perspectiva histórico-cultural da educação. Petrópolis: Vozes, 1995.

    TELES, M. L. O que é psicologia. 6.ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    METODOLOGIAS DE ENSINO DO ATLETISMO

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

    25h projeto de intervenção pedagógica

    Total

    97h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Caracterização histórica. O atletismo como processo educacional. Perspectivas pedagógicas no ensino do Atletismo. Corridas: características gerais e classificação. Técnica e processos pedagógicos de aprendizagem. Considerações gerais sobre o regulamento das provas de corrida. Saltos: características gerais e classificação. Técnica e processos pedagógicos de aprendizagem. Considerações gerais sobre a regulamentação das provas de salto. Arremesso e lançamentos: características gerais e classificação. Técnica e processos pedagógicos de aprendizagem. Considerações gerais sobre regulamentação das provas de arremesso e lançamentos. Provas Combinadas. A inserção do atletismo como conteúdo da Educação Física Escolar: possibilidades e caminhos.

    OBJETIVOS

    • Reconhecer o atletismo como conteúdo a ser trabalhado nas aulas de Educação Física.
    • Conhecer o desenvolvimento e evolução das corridas, saltos, arremesso e lançamentos.Aplicar os processos pedagógicos de aprendizagem das técnicas das corridas, saltos, arremessos e lançamentos.
    • Desenvolver estratégias de ação de natureza didático-pedagógica, capazes de tornar atraente e prazerosa a prática do atletismo na escola.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    FERNANDES, José Luís. Atletismo: corridas. 3. ed. São Paulo: EPU, 2003.

    ­­­______. Atletismo: saltos. 3.ed. São Paulo: EPU, 2003.

    ______. Atletismo: lançamentos [e arremesso]. 3.ed. São Paulo: EPU, 2003.

    MATTHIESEN, Sara Quenzer. Atletismo: teoria e prática. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    COICEIRO, Geovana Alves. Atletismo, 1000 exercícios e jogos. Rio de Janeiro: Sprint, 2005.

    KIRSCH, August; KOCK, Karl. Antologia do atletismo. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1983.

    MATTHIESEN, Sara  Quenzer. Atletismo se aprende na escola: uma proposta de ensino na educação infantil.   Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

    OLIVEIRA, Maria Cecília M. Atletismo na escola: uma proposta de ensino na educação infantil. Rio de Janeiro: Sprint, 2006.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    CINESIOLOGIA

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Introdução à Cinesiologia. Estudo cinesiológico do sistema ósseo. Estudo cinesiológico das articulações. Estudo cinesiológico do sistema neuro-muscular. Aspectos neuromotores do movimento humano. Mecânica do equilíbrio e centro de gravidade. Análise dos membros superiores: estruturas, filogênese e funções. Análise do tronco e coluna vertebral: estruturas, filogênese e funções. Análise dos membros inferiores: estruturas, filogênese e funções. Análise postural, dos ritmos de movimento e do equilíbrio muscular.

    OBJETIVOS

    • Identificar e compreender o que é Cinesiologia e seus focos de estudos específicos.
    • Compreender a funcionalidade motora das estruturas anatômicas dos sistemas ósseo, articular, músculo-esquelético, e neural.
    • Ser capaz de analisar os movimentos humanos sob a ótica da Cinesiologia, e utilizar esta análise no contexto educacional.
    • Compreender as contribuições da Cinesiologia à Educação Física.
    • Ser capaz de atualizar seus conhecimentos pelo reconhecimento de fontes de informação e análise crítica de material bibliográfico.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    MIRANDA, E. Bases de anatomia e cinesiologia. Rio de Janeiro: Sprint, 2000.

    _________. Anatomia e Cinesiologia. 4. ed.. Rio de Janeiro: Sprint, 2003.

    SMITH, L. K. Cinesiologia clínica de Brunnstrom. 5. ed.. São Paulo: Manole, 1997.

    THOMPSON, C.W. e FLOYD, R.T. Manual de cinesiologia estrutural. 14.ed. São Paulo: Manole, 2002.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    MYERS,T.W.; JARMEY, C. O Corpo em Movimento - uma abordagem concisa. São Paulo: Manole. 2008.

    ROHEN, J.W.;DRECOLL-LÜTJEN, E. Anatomia Humana: resumos em quadros e tabelas: vasos nervos e músculos. 2ed, São Paulo: Manole, 2008.

    SAHRMANN, S. Diagnóstico e tratamento das síndromes de disfunção dos movimentos. São Paulo: Santos. 2005.

    SCHMIDT, R.A.; LEE, T. Motor Learning and Control: a behavioral emphasis. 4th ed., Champaign: Human Kinetics. 2005.

    VALERIUS,K.P. et al. O Livro dos Músculos:anatomia funcional dos músculos do aparelho locomotor. São Paulo: Manole 2008.

    VAN de G. Anatomia Humana. 6a edição. São Paulo: Manole, 2008.

               
     

    TERCEIRO PERÍODO

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    COMPORTAMENTO MOTOR

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Comportamento Motor. Processamento de informação. Teorias de Controle e Aprendizagem Motora. Fatores de aprendizagem motora. Modelos, fatores e avaliação do desenvolvimento motor. O Comportamento Motor aplicado à Educação Física.

    OBJETIVOS

    • Identificar e compreender os fatores relacionados ao desenvolvimento motor.
    • Identificar e compreender os principais modelos de desenvolvimento motor.
    • Identificar e compreender os fatores relacionados à aprendizagem motora.
    • Identificar e compreender as principais teorias de aprendizagem motora.
    • Compreender as contribuições do Comportamento Motor à Educação Física.
    • Ser capaz de analisar os movimentos humanos sob a ótica do Comportamento Motor, e utilizar esta análise no contexto educacional.
    • Ser capaz de atualizar seus conhecimentos pelo reconhecimento de fontes de informação e análise crítica de material bibliográfico.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    GALLAHUE D.L., OZMUN J.C. Compreendendo o Desenvolvimento Motor. 3ºed., São Paulo: Phorte, 2005.

    MAGILL R.A. Aprendizagem Motora: Conceitos e Aplicações. São Paulo: Edgard Blucher.

    SCHMIDT, R.A.; WRISBERG, C.A. Aprendizagem e performance motora:Uma abordagem da aprendizagem baseada no problema. 4ª Ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    BEE, H.  Criança em desenvolvimento. 3ed., São Paulo: Harbra, 1986.

    DAVIS, C.; OLIVEIRA, Z. Psicologia na educação. São Paulo: Cortez. 2ª ed. 1993. 125 p.

    MALINA, R.; BOUCHARD, C.; BAR-OR, O. Crescimento, maturação e atividade física. São Paulo: Phorte. 2005.

    PAPALIA, D.E.; OLDS, S.W. Desenvolvimento Humano. 8ed., Porto Alegre: Artmed, 2006.

    TANI, G.; MANOEL, E.J.; KOKUBUN, E.; PROENÇA, J.E. Educação Física Escolar: Fundamentos de uma Abordagem Desenvolvimentista. São Paulo: EPU/EDUSP, 1988.

    TANI, G. Comportamento motor: aprendizagem e desenvolvimento. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

    TANI, G. et al. Pedagogia do Desporto. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    METODOLOGIAS DE ENSINO DOS ESPORTES COLETIVOS I

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

    25h projeto de intervenção pedagógica

    Total

    97h

    Natureza Obrigatória

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Os conceitos de esporte e cultura e suas relações com o ensino de Educação Física. As três manifestações do esporte (educacional, de lazer e de rendimento) e suas possibilidades de aplicação. As teorias do esporte e as competições. A política de esporte e os diferentes programas e projetos. Participação em jogos esportivos como jogador e árbitro.

    OBJETIVOS

    Compreender os princípios, técnicas básicas e aspectos pedagógicos dos esportes coletivos.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    AGRICOLA, N. P. A.Esporte, esporte escolar e competição: sentidos, ações e contradições. Goiânia: UCG, 2007.

    BARBANTI, V et. al. Esporte e atividade física: interação entre rendimento e saúde. São Paulo: Manole, 2002.

    DE ROSE Jr, D. Modalidades esportivas coletivas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    BAYER, C. O ensino dos desportos colectivos. Lisboa: Dinalivro, 1994.

    BRASIL, Esporte na Escola. Os XVIII jogos escolares brasileiros como marco reflexivo. Brasília, SEED-MEC, 1989.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    DIDÁTICA

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Conceituação de Educação e Didática. Estudo do processo ensino-aprendizagem, situado historicamente e mediado pelas teorias ou tendências da Educação. Componentes básicos do processo ensino-aprendizagem (objetivos de ensino, conteúdos programáticos, metodologias e recursos didáticos, avaliação da aprendizagem). Reflexão de pressupostos básicos na relação professor-aluno.

    OBJETIVOS

    • Discutir as tendências/concepções de educação e suas relações históricas e sócio-políticas.
    • Analisar criticamente as tendências pedagógicas, observando os pressupostos filosóficos que as norteiam.
    • Conhecer os componentes básicos do processo ensino-aprendizagem.
    • Refletir sobre as variáveis que perpassam a relação professor-aluno.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    GADOTTI, Moacir. História das idéias pedagógicas. São Paulo: Ática, 2005.

    VEIGA, Ilma P. A. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. 15ª ed. Campinas: Papirus, 2002.

    ZÓBOLI, Graziella. Práticas de ensino – subsídios para a atividade docente. São Paulo: Ática, 2004.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    CANDAU, Vera M. A didática em questão. 27ª ed. Petrópolis: Vozes, 2007.

    ______. Democratização da escola Pública: pedagogia crítica-social dos conteúdos. 19ª ed. São Paulo: Loyola, 2003.

    LIBÂNEO, José C. Didática. São Paulo: Cortez, 1994.

    MARTINS, Pura L. O. Didática teórica – didática prática: para além de confronto. 2ª ed. São Paulo: Loyola, 1991.

    MIZUKAMI, Maria da G. N. Ensino: as abordagens do processo. 13ª ed. São Paulo: EPU, 2003.

    OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales. A reconstrução da didática: elementos teórico-metodológicos. Campinas: Papirus, 1992.

    SAVIANI, Dermeval.  Escola e Democracia. 36ª ed. São Paulo: Cortez, 2003.

    VEIGA, Ilma P. A. Didática: o ensino e suas relações. Campinas: Papirus, 1996.

               
     

     


     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    FISIOLOGIA HUMANA

     

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Embasamento sobre o dinamismo fisiológico. Neurofisiologia, e hemodinâmica. Sistema urinário e homeostase hidroeletrolítica. Sistemas funcionais: neuromuscular; endócrino com o movimento humano. Sistema cardiovascular e respiratório.

    OBJETIVOS

    Proporcionar aos alunos conhecimento e entendimento da fisiologia humana básica, com ênfase nos sistemas na fisiologia celular e nos sistemas nervoso, urinário, cardiovascular, digestório, endócrino, respiratório, renal e suas interações, visando a integração com outras áreas do currículo de licenciatura em Educação Física.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    CONSTANZO L.. Fisiologia. 3.ed. São Paulo: Elsevier, 2007.

    GUYTON & HALL, Tratado de Fisiologia Médica. 11ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

    LEVY, M.N. ; KOEPPEN, B.M., STANTON, B.A. Fundamentos de Fisiologia.4ª ed. São Paulo: Elsevier, 2006.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    MARIEB, E. N. & HOEHN, K. Anatomia e Fisiologia. 3ª ed. Porto Alegre: ARTMED. 2009.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

    METODOLOGIAS DE ENSINO DAS MANIFESTAÇÕES GIMNICAS

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

     

     

    Prática

    25h projeto de intervenção pedagógica

    Total

    97h

     

     

    Natureza Obrigatória

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Estudo da práxis pedagógica das manifestações gímnicas enquanto fenômeno sócio-histórico-cultural. Tendências metodológicas submetidas ao processo de escolarização e suas relações com o corpo, movimento, música, espaço físico, vestuário e composição em suas diferentes modalidades no processo de formação docente.

    OBJETIVOS

    • Analisar historicamente a construção das ginásticas (artística, acrobática, rítmica desportiva, atividades circenses, entre outras).
    • Entender as ginásticas como conteúdos da Educação Física Escolar, mas que precisam ser transformadas e humanizadas.
    • Apresentar as diferentes experiências das ginásticas enquanto conteúdo da Educação Física Escolar.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    AYOUB, E. Ginástica geral e Educação Física Escolar. 2ª ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2007. 141p.

    DALLO, A.R. A Ginástica como ferramenta pedagógica: o movimento como agente de formação. São Paulo: EdUSP, 2007. 384p.

    GAIO, R.; BATISTA, J.C.F. (Org.). A ginástica em questão: corpo e movimento. Ribeirão Preto: Tecmedd, 2006. 161p.

    GAIO, R. Ginástica rítmica popular: uma proposta educacional. 2ª ed. Jundiaí: Fontoura, 2007. 151p.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    NUNOMURA, M.; PICCOLO, V.L.N. (Org). Compreendendo a Ginástica Artística. São Paulo: Phorte, 2005. 181p.

               
     

    QUARTO PERÍODO

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO I

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Fenômenos fisiológicos ocorrentes no organismo em adaptação ao exercício agudo. Homeostase, fornecimento e utilização de energia durante o exercício.

    OBJETIVOS

    • Estudar as respostas fisiológicas provocadas pelo exercício físico agudo sobre o organismo humano.
    • Levar o discente de Educação Física à compreensão das mudanças que ocorrem no organismo humano durante a execução do exercício físico.
    • Motivar a procura de periódicos e artigos relacionados à área da disciplina.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    FOSS, Merle L.; KETEYIAN Steven J. Bases Fisiológicas do Exercício e do Esporte. 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

    McDARLE, W. D. K. & KATCH, V. L. Fisiologia do Exercício: Energia, Nutrição e Desempenho Humano. 6ª ed. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2007.

    WILLMORE, J. H. & COSTILL, D. L. Fisiologia do Exercício. 4ª ed. São Paulo, Manole, 2010.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    ASTRAND, RODAHL, DAHL & STROMME. Tratado de Fisiologia do Trabalho - Bases fisiológicas do exercício. 4ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

    FOSS, Merle L.; KETEYIAN Steven J. Bases Fisiológicas do Exercício e do Esporte. 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.

    POWERS, S. K. & HOWLEY, E. T. Fisiologia do Exercício. 5ª ed. São Paulo, Manole, 2005.

    WEINECK, Jurgen. Biologia do Esporte. 7ª ed. São Paulo: Manole, 2005.

               
     

     


     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    METODOLOGIAS DE ENSINO DOS ESPORTES COLETIVOS II

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72

     

     

    Prática

    25h projeto de intervenção pedagógica

    Total

    97h

     

     

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Ensino de esporte por meio de jogos (introdução) objetivos, noções de planejamento e ética no tratamento com os esportes coletivos. Tarefas práticas e avaliação em jogos. Classificação da Pedagogia do Esporte. Articulação pedagógica entre os conhecimentos dos esportes individuais com os esportes coletivos. Participação em jogos esportivos como jogador e árbitro.

    OBJETIVOS

    Compreender os princípios, técnicas básicas e aspectos pedagógicos dos esportes coletivos.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    FERREIRA, GALLATI, & PAES, R. Pedagogia do Esporte: considerações pedagógicas e metodológicas no processo de ensino-aprendizagem do Basquetebol. In: PAES & BALBINO (Orgs.). Pedagogia do esporte. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 2005.

    SCAGLIA & GOMES. O jogo e a competição: investigações preliminares. In: VENÂNCIO, S & FREIRE, J. B (Orgs.). O jogo dentro e fora da escola. Campinas: Autores Associados, 2005. p. 139-156.

    TANI, G & CORREA, U. C. Esportes coletivos: alguns desafios quando abordados sob uma visão sistêmica. In: De Rose Jr, D. (Org.). Modalidades esportivas coletivas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    ALBERTI, H; ROTHENBERG, L. Ensino de jogos esportivos: dos pequenos jogos aos grandes jogos esportivos. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1984.

    DE ROSE Jr, D. Modalidades esportivas coletivas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.


    FREIRE, J. B. Pedagogia do futebol. Rio de Janeiro: Ed. Ney Pereira, 1998.

    ______. Pedagogia do Esporte. In: org. MOREIRA, Wey Wagner, SIMOES, Regina. Fenômeno esportivo no início de um novo milênio. Piracicaba: UNIMEP, 2000.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    RITMO E MOVIMENTO

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Abordagem conceitual e prática das relações estabelecidas entre o movimento humano e o elemento rítmico na constituição de expressões corporais ritmadas, no reconhecimento do próprio corpo e na constituição da dança. Planejar, executar e avaliar a inclusão desses conteúdos na realidade da Educação Física Escolar, reconhecendo a dança, o movimento e o ritmo enquanto conteúdos da Educação Física Escolar.

    OBJETIVOS

    • Desenvolver o conhecimento do papel do ritmo, da musicalidade e do movimento expressivo no contexto escolar e na formação do ser humano.
    • Estimular a auto-expressão e a criatividade.
    • Trabalhar o lúdico e a sensibilização através do ritmo e do movimento no processo ensino-aprendizagem, estimulando a socialização.
    • Propor um instrumental teórico-metodológico, visando uma postura reflexiva e crítica sobre as práticas educativas em suas relações com a arte e a corporeidade.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    ARTAXO, I.; MONTEIRO, G.A. Ritmo e movimento: teoria e prática. 4ª ed. Phorte, 2007.97p.

    MARQUES, I.A. Ensino de dança hoje: textos e contextos. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 2001. 126p.

    _________. Dançando na escola. São Paulo: Cortez, 2003. 206p.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    GARAUDY, Roger.  Dançar a vida.  Rio de Janeiro : Nova Fronteira, 1981.

    HASELBACH, B. Dança, improvisação e movimento: expressão corporal na Educação Física. Rio de Janeiro: Editora ao Livro Técnico, 1988. 127p.

    KIEFER, Bruno.  Elementos da linguagem musical.  Porto Alegre: Movimento, 1987.

    MIRANDA, Regina.  O movimento expressivo.  Rio de Janeiro: Funarte, 1979.

    OSSONA, P. A educação pela dança. São Paulo: Summus, 1988. 172p.

    TADEU, Eugênio. Pandalelê! Brinquedos cantados. (livro/ CD/ CD-ROM editado pelo selo Palavra Cantada).

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

     

    Unidade curricular

     

    FUNDAMENTOS E DIDÁTICA DA EDUCAÇÃO FÍSICA I

    Unidade Acadêmica

     

     

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Esta disciplina tem como principais eixos: a inserção da Educação Física na escola; a reflexão crítica sobre a Educação Física na escola e seus conteúdos; o debate na Educação Física brasileira entre as décadas de 1980 e 1990; a análise das teorias da Educação Física Escolar no Brasil e seus conteúdos.

    OBJETIVOS

    • Incentivar a participação do futuro professor na dinâmica, organização e gestão da escola.
    • Analisar e compreender o lugar da Educação Física no currículo escolar.
    • Estimular o futuro professor à transformação crítica da Educação Física Escolar.
    • Alicerçar a prática pedagógica do futuro professor ao conhecimento científico e interpretação do contexto sócio-cultural em que está inserido.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    CAPARROZ, Francisco Eduardo. Entre a educação física na escola e a educação física da escola. 3.ed. Campinas: Autores Associados, 2008.

    DARIDO, Suraya C. Educação física na escola: questões e reflexões. Rio de Kaneiro: Editora Guanabara Koogan S. A. 2003.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    CASTELANI FILHO, Lino. Política educacional e educação física. Campinas: Autores Associados, 1998.

    BETTI, Mauro. Educação física e sociedade. São Paulo: Movimento, 1991.

    COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino da educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

    DAOLIO, Jocimar. Da cultura do corpo. Papirus: Campinas, 1995.

    _________. Educação física brasileira: autores e atores da década de 1980. São Paulo: Papirus, 1998.

    FREIRE, João. B. Educação de corpo inteiro: teoria e pratica da educação física. São Paulo: Scipione, 1989.

    HILDEBRAND, Reiner; LAGING, Ralf. Concepções abertas no ensino da educação física. São Paulo: Ao Livro Técnico, 1986.

    HILDEBRAND, Reiner. Textos pedagógicos sobre o ensino da educação física. 2. ed. Ijuí: Unijuí, 2003.

    KUNZ, Elenor. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: Unijuí, 2000.

    SOARES, Carmem Lúcia. Educação Física Escolar: conhecimento e especificidade. In: Revista Paulista de Educação Física, São Paulo, supl. 2, p. 6-12, 1996.

    TANI, Go. Educação Física Escolar: fundamentos de uma abordagem desenvolvimentista. São Paulo: EdUSP, 1988.

               
     

     

     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

    PRÁTICA PEDAGÓGICA: METODOLOGIAS DE ENSINO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR I

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

     

     

     

    Prática

    25h para o desenvolvimento e execução do plano de ensino

    Total

    61h

     

     

     

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Estudo das produções, práticas pedagógicas e metodologias aplicadas à Educação Física nas fases iniciais da escolarização e no ciclo I do Ensino Fundamental.

    OBJETIVOS

    • Apresentar a infância, suas especificidades e a escola.
    • Compreender os processos de ensino-aprendizagem relacionados ao desenvolvimento escolar infantil.
    • Mapear os procedimentos didático-pedagógicos aplicados à Educação Física nas séries iniciais e Ensino Fundamental ciclo. I.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    FARIA, A. L. G.; PALHARES, M. S. (Org.). Educação infantil pós LDB: rumos e desafios. 4.ed. Campinas: Autores Associados, 2003.

    GRESPAN, Márcia Regina. Educação física no ensino fundamental: primeiro ciclo. Campinas, Papirus, 2002.

    OLIVEIRA, Z. R. Educação infantil: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2005.

    VIGOTSKI, L. S. AFormação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 7.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    ARIES, P. Historia social da criança e da família. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1981.

    BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física. Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997. 96p.

    DAOLIO, J.Da cultura do corpo. Campinas: Papirus, 1995.

    ______. Educação Física Escolar: em busca da pluralidade. In: DAOLIO, J. Cultura, educação física e futebol.Campinas: Editora da UNICAMP, 1997.

    GHIRALDELLI JR., P. (Org.). Infância, educação e neoliberalismo. 2.ed. São Paulo: Cortez, 2000.

               
     

    QUINTO PERÍODO

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO II

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

    Prática

     

    Total

    36h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

    Fisiologia do Exercício I

    Correquisito

     

    EMENTA

    Fenômenos fisiológicos no organismo como efeito do exercício crônico. Relações com treinamento, meio ambiente, estado nutricional, crescimento, desenvolvimento e envelhecimento e saúde.

    OBJETIVOS

    • Compreender os mecanismos fisiológicos durante um treinamento físico.
    • Compreender as alterações fisiológicas decorrentes da exposição a ambientes especiais.
    • Analisar as diferenças fisiológicas inerentes em populações especiais, portadoras ou não de doenças crônicas e prescrever atividades físicas para as mesmas.
    • Incentivar a leitura de artigos científicos e de trabalhos de mestrado e doutorado na área específica.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    McDARLE, W. D. K. & KATCH, V. L. Fisiologia do Exercício: Energia, Nutrição e Desempenho Humano. 6ª  ed. Rio de Janeiro, Guanabara-Koogan, 2007.

    ROWLAND T.W. Fisiologia do Exercício na Criança. 2ª ed. São Paulo, Manole, 2008.

    WILLMORE, J. H. & COSTILL, D. L. Fisiologia do Exercício. 4ª ed. São Paulo, Manole, 2010.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE, Pesquisas do ACSM para a Fisiologia do Exercício Clínico. Rio de Janeiro-RJ: Guanabara Koogan, 2004, 302p.

    AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE, Manual de Pesquisa das Diretrizes do ACSM para os Testes de Esforço e sua Prescrição. 4ª ed., Rio de Janeiro-RJ: Guanabara Koogan, 2003, 704p.

    DULLIUS J. Diabetes Mellitus: Saúde, Educação, Atividades Físicas, Brasilia/DF: Editora UnB, 2007, 418p.

               
     

     


     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

    METODOLOGIAS DE ENSINO DOS ESPORTES COLETIVOS III

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72

     

     

    Prática

    25h projeto de intervenção pedagógica

    Total

    97h

     

     

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Princípios gerais e particulares do esporte educacional/escolar. Ensino do esporte por meio de jogos (aprofundamento) Os diferentes tipos de jogos de invasão, rede/parede, rebatida/campo e alvo. Aplicação das noções de criatividade, inteligência tática e transferência de habilidade entre jogos. Competições pedagógicas e festivais esportivos: organização, processo e avaliação.

    OBJETIVOS

    Compreender os princípios, técnicas básicas e aspectos pedagógicos dos esportes coletivos.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    CAPARROZ, F E. O esporte como conteúdo da educação física: uma "jogada desconcertante" que não "entorta" só nossas "colunas", mas também nossos discursos. In: Perspectivas em Educação Física Escolar.Niterói, v. 2, n. 1 (suplemento), p. 31-47, 2001.

    DUCKER, L.C.B. Em busca da formação de indivíduos autônomos nas aulas de educação física.Campinas: Autores Associados, 2004.

    FREIRE, J. B & SCAGLIA, A.J. Educação como prática corporal.São Paulo: Scipione, 2003.

    SADI, R. S et al. Pedagogia do esporte: esporte escolar-curso de extensão. Brasília:Centro de Educação à Distância da Universidade de Brasília, 2004.

               
     

     

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    GRIFFIN, L. L & BUTLER, J. Teaching games for understandin: theory, research and practice. Human Kinetics, 2005.

    HILDEBRANDT, R& LAGING, R. Concepções abertas no ensino da educação física. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1986.

    SOUZA, A de. É jogando que se aprende: o caso do voleibol. In: PICCOLO, V. L. N (Org.). Pedagogia dos esportes. Campinas: Papirus, 1999.

    TAFFAREL, C. N. Z. Criatividade nas aulas de educação física. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1985.

    KNIJNIK, J. D. Conceitos básicos para a elaboração de estratégias de ensino e aprendizagem na iniciação à prática do handebol. In: Revista Ludens – Ciências do Desporto, Lisboa, p. 75-81. 2004.

     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    EDUCAÇÃO FÍSICA ADAPTADA

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    A disciplina tem como objetivo preparar o futuro professor para intervenção na perspectiva de inclusão de alunos com necessidades educacionais especiais na escola e sociedade. Análise do desenvolvimento histórico e filosófico da inclusão social e sua relação com a educação inclusiva. Análise dos conceitos sobre necessidades educacionais especiais e inclusão social. Estudo das novas perspectivas/propostas de intervenção em pessoas portadoras de necessidades especiais, em específico sobre questões relativas à escola. Construir a interdisciplinaridade entre a Educação Física e as áreas da Educação e Saúde.

    OBJETIVOS

    Estimular a capacidade crítico-reflexiva da educação inclusiva e da construção da Educação Física Adaptada, suas perspectivas no âmbito escolar e não-escolar e sua contribuição na transformação da educação.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    GORGATTI, Márcia Greguol; COSTA, Roberto Fernandes da. (Org.). Atividade física adaptada: qualidade de vida para pessoas especiais. Barueri: Manole, 2005.

    GORLA, José Irineu. Educação física adaptada: o passo para a avaliação. 2ª ed. São Paulo: Phorte, 2008.

    MAUERBERG de Castro, E. Atividade física adaptada. São Paulo: TecMed, 2005.

    MANTOAN, Maria Teresa Egler. Inclusão escolar - O que é? Por que? Como fazer? 2ª ed. Rio de Janeiro: Cotidiano Escolar, 2006.

    TEIXEIRA, Luzimar. Atividade física adaptada e saúde: da teoria à prática. São Paulo:Ed. Phorte, 2008.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    CARVALHO, Janete Magalhães (Org.). Diferentes perspectivas da profissão docente na atualidade. Vitória: EDUFES, 2002. 206 p.

    HARDMAN, M.L.; DREW, C.J. & EGAN, M.W. Human exceptionality: society, school and family. 6. ed. Needham Heights: Allyn and Bacon, 1999. 

    MATTOS, Graciele Fernandes Ferreira. Educação inclusiva: questionando velhas concepções em busca de novos caminhos que levam à diversidade. Disponível em <http://www.sociedadeinclusiva.pucminas.br/sem3/graciele_fernandes_ferreira.pdf>. Acesso em: 27 fev. 2007.

    SMITH, T.E.C.; POLLOWAY, E.A.; PATTON, J.R. & DOWDY, C.A. Teaching students with special needs in inclusive settings. 2ª ed. Boston: Allyn and Bacon, 1998.

               
     

     


     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

    FUNDAMENTOS E DIDÁTICA DA EDUCAÇÃO FÍSICA II

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

    Prática

     

    Total

    36h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    A produção do conhecimento científico na Educação Física Escolar, a partir do final da década de 1990; A apropriação do conhecimento científico pelos professores de Educação Física; A construção do conhecimento do professor; A visão dos alunos da Educação Básica sobre as aulas de Educação Física; A (re)significação da Educação Física Escolar.

    OBJETIVOS

    • Refletir sobre a formação dos professores de Educação Física e a apropriação do conhecimento científico.
    • Compreender a relação da disciplina Educação Física com o currículo escolar.
    • Incentivar a construção de propostas de intervenção na escola.
    • Incentivar a participação do professor de Educação Física na dinâmica escolar, políticas educacionais e sociais.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    BRACHT, Valter; SOFISTE, Ana F.; PIRES, Rosely; GARCIA, Sabrina P. A prática pedagógica em Educação Física: a mudança a partir da pesquisa-ação. In:Revista Brasileira de Ciências do Esport. Campinas: Autores Associados, v. 23, n. 2, p. 9-29, 2002.

    JESUS, Kelly F.; SOARES, Joceline G.; SANTANA, Llilian M.; NASCIMENTO, Janaína. Os sentidos atribuídos pelos alunos do ensino médio à Educação Física Escolar. 2007. Monografia (Licenciatura em Educação Física). – Curso de Licenciatura em Educação Física, Universidade Federal de São João del-Rei, São João del-Rei, 2007.

    MOLINA, Rosane K.; MOLINA NETO, Vicente. Diretrizes e práticas docentes na Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre: um estudo de caso longitudinal. In: CADERNOS ANPAE, v. 4, p. 393-404, 2007.

    VELOZO, Emerson Luís. Os saberes nas aulas de Educação Física Escolar: uma visão a partir da escola pública.2004. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    BORGES, Cecília Maria Ferreira. O professor de educação física e a construção do saber. 3. ed. Campinas: Papirus, 2003.

    CELANTE, Adriano. Educação Física e cultura corporal: uma experiência de intervenção pedagógica no ensino médio. 2000. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

    GÜNTHER, Cecília C.; MOLINA NETO, Vicente. Formação permanente de professores de Educação Física na Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre: uma abordagem etnográfica. In: Revista Paulista de Educação Física. São Paulo, v. 14, n. 1, p.85-91, 2000.

    OLIVEIRA, Diná Teresa Ramos de. Por uma ressignificação critica do esporte na Educação Física: uma intervenção na escola pública. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

    PRÁTICA PEDAGÓGICA: METODOLOGIAS DE ENSINO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR II

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

    Prática

    25h para o desenvolvimento e execução dos plano de ensino

    Total

    61h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

               
     

     

    EMENTA

    Estudo das implicações da Educação Física no ciclo II do Ensino Fundamental, bem como os pressupostos teórico-metodológicos que a sustentam e, as principais abordagens que norteiam as ações pedagógicas da área.

    OBJETIVOS

    • Compreender, refletir e analisar a Educação Física na escola de Educação Básica.
    • Viabilizar que os futuros professores façam novas proposições para a Educação Física escolar.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    BETTI, Mauro. Educação física e sociedade: a educação física na escola brasileira. São Paulo: Hucitec, 2009.

    CAPARROZ, Francisco Eduardo. Entre a educação física na escola e a educação física da escola. 3.ed. Campinas: Autores Associados, 2008.

    CORRÊA, Ivan Livindo Senna. Educação Física Escolar: reflexão e ação curricular. Ijuí: Unijuí, 2004.

    DARIDO, Suraya Cristina. SOUZA JR, Osmar Moreira de. Para ensinar educação física. Campinas: Papirus, 2007.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    BRACHT, Valter. Sociologia crítica do esporte: uma introdução. 3 ed. Ijuí: Unijuí, 2005.

    COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino de educação física. 4ª reimpressão. São Paulo: Cortez, 1996.

    DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. Educação física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

    KUNZ, E. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: Unijuí, 1994.

     

     


     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA I

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

     

     

    Prática

    64h de estágio do aluno na unidade escolar

    Total

    100h

     

     

    Natureza Obrigatória

     

     

     

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

     

     

     

    Prerrequisito

     

    O discente deverá ter concluído 50% do curso

    Correquisito

     

     

     

     

    EMENTA

    Observação e contextualização da realidade escolar e intervenção pedagógica como futuro docente na educação infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental. Análise do projeto pedagógico escolar e planos de ensino da Educação Física. Planejamento de aulas, formas de avaliação e desenvolvimento do relatório final.

    OBJETIVOS

    • Levar os alunos à observação e análise da intervenção de professores de Educação Física na Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental.
    • Refletir sobre a intervenção como futuro docente.
    • Inserir os futuros professores na dinâmica escolar.
    • Proporcionar momentos de reflexão sobre a realidade escolar.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    BORGES, Cecília Maria Ferreira. O professor de educação física e a construção do saber. 3. ed. Campinas: Papirus, 2003.

    PERRENOUD, Philippe. O ensino não é mais o mesmo! In: Presença Pedagógica,Belo Horizonte: s.n, v. 9, n. 50, p. 30-33, mar./abr. 2003.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    BRASIL. Congresso Nacional.Diretrizes e Basesda Educação Nacional. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

    BRASIL.Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física. Brasília: MEC-SEF, 1997.

               
     

    SEXTO PERÍODO

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    MEDIDAS E AVALIAÇÃO

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Princípios de treinamento esportivo. Métodos e técnicas de avaliação da condição física. Procedimentos de mensuração dos componentes antropométricos, metabólicos e neuromotores.

    OBJETIVOS

    • Demonstrar e ensinar parâmetros básicos que envolvam a realização de mensurações que visam o prognóstico de desenvolvimento e crescimento de um indivíduo.
    • Incentivar a leitura de artigos científicos e de trabalhos de mestrado e doutorado na área específica.
    • Incentivar a realização de projetos de iniciação científica na área de pesquisa.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    ACHOUR JÚNIOR A. Flexibilidade e alongamento: saúde e bem-estar.  2. ed. Barueri: Manole, 2009.

    GUEDES D.P., GUEDES J.E.R.P., Manual prático para avaliações em educação física. São Paulo: Manole, 2006. 484p.

    QUEIROGA M.R., Testes e Medidas para avaliação da aptidão física relacionada à saúde em adultos. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. 202p

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    ACHOUR JÚNIOR A. Flexibilidade e alongamento: saúde e bem-estar.  2. ed. Barueri: Manole, 2009.

    MOREIRA, W. & SIMÕES, R. Esporte como fator de qualidade de vida. Piracicaba: Unimep, 2002.

    RIKLI R.E., JONES C.J. Teste de aptidão física para idosos. Barueri: Manole, 2008. 182p.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    ELEMENTOS DA ESTATÍSTICA

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Definições básicas e aplicações da Estatística. Amostragem. Tabelas e gráficos. Índices e taxas educacionais. Medidas de Posição, Tendência Central e Dispersão e Noções de Correlação. Testes paramétricos e não-paramétricos.

    OBJETIVOS

    • Dominar os conceitos e a terminologia básica da Estatística Descritiva.
    • Coletar amostras aleatórias representativas de uma População.
    • Construir e interpretar tabelas e gráficos, bem como, calcular e interpretar medidas de posição, tendência central e variabilidade.
    • Construir e interpretar um diagrama de dispersão.
    • Compreender o uso de testes paramétricos e não-paramétricos em estudos científicos.
    • Determinar e interpretar para duas variáveis o índice de correlação Pearson.
    • Apresentar, de forma tabular, um conjunto de dados observados, bem como, aplicar a Estatística Descritiva em problemas da área.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    ARANGO H.G., Bioestatística: teórica e computacional. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005. 423p.

    FEIJOO, A. M. L. C. A pesquisa e a estatística na psicologia e na educação. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996.

    TRIOLA M.F., Introdução à estatística. 7.ed. Rio de Janeiro: LTC Editora, 1999. 410p.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    BARBETA, P. A. Estatística aplicada às ciências sociais. Florianópolis: Editora da UFSC, 1994.

    BUSSAB, W. & MORETIN, P. Estatística básica. São Paulo: Atual Editora, 1986.

    LEVIN, J. Estatística aplicada às ciências humanas. 2. ed. São Paulo: Harbra. 1987. 392p.

    MARINHO, P. A pesquisa em ciências humanas. Petrópolis: Vozes, 1986.

    VIEIRA, S. & HOFFMANN, R. Elementos de estatística. São Paulo: Atlas Editora, 1988.

               
     

     


     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    METODOLOGIA DE PESQUISA

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

    Prática

     

    Total

    36h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Estudar a forma e estrutura do trabalho científico, bem como entender o processo organizacional das referências bibliográficas para apresentação do trabalho acadêmico. Realização do projeto de pesquisa para o desenvolvimento da Monografia em conjunto com os orientadores.

    OBJETIVOS

    • Apresentar e debater os limites, cuidados e características de cada tipo de pesquisa a ser realizada.
    • Socializar o conhecimento científico.
    • Incentivar os acadêmicos à inserção na pesquisa através do desenvolvimento da monografia.
    • Levar os futuros professores de Educação Física a se entenderam como construtores de saber.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    LUNA, Sérgio. Planejamento de pesquisa: uma introdução. São Paulo: EDUCA, 2002.

    SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 25.ed. São Paulo: Cortez, 2004.

    THOMAS JR., NELSON, JK. Métodos de pesquisa em atividade física. 3. ed. Artmed, 2002.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith; GEWANDSZNAJDER, Fernando. O método nas ciências naturais e sociais. São Paulo: Pioneira, 1998.

    CASTRO, C. M. Estrutura e apresentação de publicações científicas. São Paulo:               McGraw – Hill, 1976.

    OLIVEIRA, Paulo de Salles. Metodologia das ciências humanas. São Paulo: Hucitec, 1998.

    PÁDUA, E. M. M. Metodologia da pesquisa: abordagem teórico prática. 6. ed. Campinas: Papirus, 2000.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

    PRÁTICA PEDAGÓGICA: METODOLOGIAS DE ENSINO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR III

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

     

     

     

    Prática

    25h para o desenvolvimento e execução do plano de ensino

    Total

    61h

     

     

     

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Estudo das implicações da Educação Física no Ensino Médio, bem como os pressupostos teórico-metodológicos que a sustentam e a relação dos jovens com o processo de escolarização e a Educação Física.

    OBJETIVOS

    • Analisar a prática pedagógica da Educação Física no Ensino Médio.
    • Compreender a inserção da Educação Física no do Ensino Médio.
    • Conhecer e analisar as abordagens que norteiam as ações pedagógicas da Educação Física.
               
     

     

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    CORRÊA, Ivan Livindo Senna. Educação Física Escolar: reflexão e ação curricular. Ijuí: Unijuí, 2004.

    DARIDO, Suraya Cristina. SOUZA JR, Osmar Moreira de. Para ensinar educação física. Campinas: Papirus, 2007.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino de educação física. 4. ed.. São Paulo: Cortez, 1996.

    DARIDO, S. C.; RANGEL, I. C. Educação física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

    GOEDERT, Rosicler Terezinha. A cultura jovem e suas relações com a Educação Física Escolar. 2005. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2005.

    KUNZ, E. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: Unijuí, 1994.

     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

    ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA II

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

     

     

    Prática

    64h de estágio do aluno na unidade escolar

    Total

    100h

     

     

               
     

     

    Natureza Obrigatória

     

     

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

     

     

    Prerrequisito

    O discente deverá ter concluído 50% do curso

    Correquisito

     

     

     

    EMENTA

    Observação e contextualização da realidade escolar e intervenção pedagógica como futuro docente nas séries finais do ensino fundamental. Análise do projeto pedagógico escolar e planos de ensino da Educação Física. Planejamento de aulas, formas de avaliação e desenvolvimento do relatório final.

    OBJETIVOS

    • Observar e analisar a intervenção de professores de Educação Física nas séries finais do Ensino Fundamental.
    • Refletir sobre a intervenção como futuro docente (6º ao 9º ano do Ensino Fundamental)
    • Inserir os futuros professores de Educação Física na dinâmica escolar.
    • Proporcionar momentos de reflexão sobre a realidade escolar e atuação do professor.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    BETTI, Mauro; LIZ, Marlene Terezinha Facco. Educação Física Escolar: a perspectiva de alunas do Ensino Fundamental. In: Motriz. Rio Claro, s.n, v. 9, n. 3, p. 135-142, set./dez. 2003.

    MOLINA, Rosane Kreusburg. O pensamento dos professores de Educação Física sobre a formação permanente no contexto da escola cidadã: um estudo preliminar. In: Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Campinas, s.n, v. 22, n. 3, p. 73-85, maio 2001. 

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física. Brasília: MEC/SEF, 1997.

    ______. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física. Brasília: MEC/SEF, 1998.

    ______. Parâmetros Curriculares Nacionais de terceiro e quarto ciclos: introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília/DF: MEC/SEF, 1998.

    PERRENOUD, Philippe. Profissionalização do professor e desenvolvimento de ciclos de aprendizagem. In: Cadernos de Pesquisa.  São Paulo, s.n, n. 108, p. 7-26, nov. 1999.

     

     


    SÉTIMO PERÍODO

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    SEMINÁRIOS DE MONOGRAFIA I

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

    Prática

     

    Total

    36h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Desenvolvimento de monografia. Orientação específica para o desenvolvimento do projeto pesquisa. Revisão inicial de literatura. Elaboração e apresentação de resultados parciais da pesquisa.

    OBJETIVOS

    • Elaborar o projeto de pesquisa a ser desenvolvido no TCC.
    • Aprovar o projeto de pesquisa no Departamento do orientador.
    • Levantar e iniciar a análise da produção acadêmica que verse sobre o tema da pesquisa.
    • Apresentar os resultados parciais aos pares do curso.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    LUNA, Sérgio. Planejamento de pesquisa: uma introdução. São Paulo: EDUCA, 2002.

    SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. 25. ed.São Paulo: Cortez, 2004.

    THOMAS JR., NELSON, JK. Métodos de Pesquisa em Atividade Física.3. ed. Porto Alegre:Artmed, 2002.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith; GEWANDSZNAJDER, Fernando. O método nas ciências naturais e sociais. São Paulo: Pioneira , 1998.

    ECO, U. Como se faz uma tese. São Paulo: Perspectiva, 1977.

    INÁCIO FILHO, G. A . A monografia na universidade. Campinas: Papirus, 1995.

    KUHN,T.S. A estrutura das revoluções científicas. 3.ed. São Paulo, Perspectiva, 1994.

    OLIVEIRA, Paulo de Salles. Metodologia das ciências humanas. São Paulo: Hucitec, 1998.

    PÁDUA, E. M. M. Metodologia da pesquisa: abordagem teórico prática. 6. ed. Campinas: Papirus, 2000.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    TREINAMENTO ESPORTIVO I

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

    Prática

     

    Total

    36h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Capacitação do futuro professor para o entendimento científico e a organização de programas de treinamento físico para a saúde, bem como a compreensão dos aspectos educacionais do treinamento esportivo.

    OBJETIVOS

    • Caracterizar o treinamento esportivo e seus componentes para entender como o organismo responde ao estresse físico.
    • Programar treinamento esportivo de acordo com os diversos tipos de preparação, princípios e métodos de condicionamento.
    • Fundamentar o conhecimento teórico sobre a importância do treinamento esportivo para a educação e a saúde da população.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    BAECHLE T.R., EARLE R.W. Fundamentos do Treinamento de Força e do Condicionamento 3ªed., Editora Manole Ltda. São Paulo. 2009

    MONTEIRO, A. e LOPES, C.R. Periodização Esportiva: estruturação do treinamento. São Paulo: Editora AG, 2009.

    WEINECK, J.  Treinamento Ideal. São Paulo: Editora Manole Ltda, 2003.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    GOBBI, S.; VILLAR, R; ZAGO, A.S. Bases Teórico-Práticas do Condicionamento Físico. Editora Guanabara Koogan. 2005.

    DANTAS, E.H.M. A Prática da Preparação Física.  4ª edição. Shape editora, Rio de         Janeiro, 2004.

    TUBINO, M. J. G. Metodologia Científica do Treinamento Desportivo. 13ª ed. Rio de Janeiro: Shape, 2003.

    WEINECK, J.  Biologia do Esporte. Editora Manole Ltda. São Paulo. 2005.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    POLÍTICAS EDUCACIONAIS

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

    Prática

     

    Total

    36h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Apresentar a organização e funcionamento do sistema escolar brasileiro. Proporcionar uma reflexão sobre a realidade escolar brasileira e suas implicações no contexto sócio-político, cultural e econômico. Oferecer uma visão crítica sobre a Educação Básica e a formação de seus professores.

    OBJETIVOS

    • Apresentar e debater a inserção e evasão dos diferentes sujeitos sociais nos sistemas escolares brasileiros, a partir de um quadro conceitual das políticas educacionais.
    • Contextualizar os avanços e retrocessos da legislação da educação brasileira ao longo da história, com ênfase na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9394/96).
    • Definir o papel político-social e pedagógico do professor de Educação Física.                                                                           

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    CUNHA, Luiz Antônio. Ensino superior e universidade no Brasil. In: LOPES, Eliane Marta T. (Org.). 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

    KUHMANN JR. Moysés. Educando a infância Brasileira. In: LOPES, Eliane Marta T. (Org.). 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

    PORTES, Écio Antônio. O trabalho escolar das famílias populares. In: NOGUEIRA, Maria Alice, ROMANELLI, Geraldo; ZAGO, Nadir (Orgs.). Família e escola: trajetórias de escolarização em camadas médias e populares. Petrópolis: Vozes, 2000.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    CARVALHO, Erenice N. S. de. Nova lei de diretrizes e bases da educação - perspectivas para os alunos com necessidades educacionais especiais. In: SILVA, Eurides B. da (Org.). A Educação Básica pós- LDB. São Paulo: Pioneira, 1998.

    CURY, Carlos Roberto Jamil. A nova lei de diretrizes e bases da educação nacional: uma reforma educacional? In: Medo à liberdade e compromisso democrático: LDB e plano nacional da educação. São Paulo: Editora, 1997.

    ______. O ensino médio: resgate de sua identidade? In: Dois Pontos. Belo Horizonte, mai./jun.1997.

    DEMO, Pedro. A nova LDB: ranços e avanços.  São Paulo, Papirus,1997.

    SORDI, Maria Regina Lemes de. Ensaiando um novo olhar avaliativo na educação de adultos. In: Revista de Educação. Campinas: PUC, n.6, v.3, 1999.

               
     

     


     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

    ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA III

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

     

     

    Prática

    64h de estágio do aluno na unidade escolar

    Total

    100h

     

     

    Natureza Obrigatória

     

     

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

     

     

    Prerrequisito

    O discente deverá ter concluído 50% do curso

    Correquisito

     

     

     

    EMENTA

    Observação, contextualização da realidade escolar e intervenção pedagógica como futuro docente, no ensino médio. Análise do projeto pedagógico escolar e planos de ensino da Educação Física. Planejamento de aulas, formas de avaliação e desenvolvimento do relatório final.

    OBJETIVOS

    • Observar e analisar a intervenção de professores de Educação Física no Ensino Médio.
    • Refletir sobre a intervenção como futuro docente.
    • Inserir os futuros professores na dinâmica escolar.
    • Proporcionar momentos de reflexão sobre a realidade escolar.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    MARQUES, Marta Nascimento; ILHA, Franciele Roos da Silva; KRUG, Hugo Norberto. O acadêmico de Educação Física do CEFD/UFSM em situação de estágio: aprendizagem, desenvolvimento e contribuições deixadas aos escolares. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO, 3, 2009, Santa Maria. Educação humanizadora e os desafios da diversidade. Anais... Santa Maria: FAPAS, 2009.

    NUNES, Rute Viégas; FRAGA, Alex Branco. "Alinhamento astral”: o estágio docente na formação do licenciado em Educação Física na ESEF/UFRGS. In: Pensar a Prática, Goiânia: s.ed. n. 2, v. 9, p. 297-312, jul./dez. 2006.

    SILVA, Marcio & NORBERTO, Hugo. A opinião discente sobre o estágio curricular
    supervisionado em Educação Física na UFSM. In: Revista Digital EF Deportes. Buenos Aires, ano 13, n. 119, 2008. Disponível em: <http://www. efdeportes.com>. Acesso em: 31 de março 2010.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    MOLINA, Rosane Kreusburg. O pensamento dos professores de Educação Física sobre a formação permanente no contexto da escola cidadã: um estudo preliminar. In: Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Campinas: Autores Associados, s.n, v. 22, p. 73-85, mai. 2001.

    PERRENOUD, Philippe. Profissionalização do professor e desenvolvimento de ciclos de aprendizagem. In: Cadernos de Pesquisa.  São Paulo: s.l, n. 108, s.v., p. 7-26, nov. 1999.

               
     

    OITAVO PERÍODO

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    SEMINÁRIOS DE MONOGRAFIA II

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

    Prática

     

    Total

    36h

    Natureza Obrigatória

     

     

     

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

     

     

     

    Prerrequisito

    Aprovação na Unidade Curricular Seminários de Monografia I

    Correquisito

     

     

     

     

    EMENTA

    Orientação para a conclusão da monografia. Estruturação da discussão e conclusão dos resultados obtidos. Apresentação da monografia à banca examinadora.

               
     

     

    OBJETIVOS

    • Estruturar a discussão dos resultados do texto final.
    • Submeter à banca examinadora a versão final da monografia.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    LUNA, Sérgio. Planejamento de pesquisa: uma introdução. São Paulo: EDUC, 2002.

    SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. 25. ed. São Paulo: Cortez, 2004.

    THOMAS JR., NELSON, JK. Métodos de pesquisa em atividade física. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2002.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith; GEWANDSZNAJDER, Fernando. O método nas ciências naturais e sociais. São Paulo: Pioneira , 1998.

    ANDRADE, M. M. Como preparar trabalhos para cursos de pós-graduação. São Paulo: Atlas, 1997.

    INÁCIO FILHO, G. A . A monografia na universidade. Campinas: Papirus, 1995.

    KUHN,T.S. A estrutura das revoluções científicas. 3.ed. São Paulo: Perspectiva, 1994.

    OLIVEIRA, Paulo de Salles. Metodologia das ciências humanas. São Paulo: Hucitec, 1998.

    PÁDUA, E. M. M. Metodologia da pesquisa: abordagem teórico prática. 6. ed. Campinas: Papirus, 2000.

     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    TREINAMENTO ESPORTIVO II

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

    Prática

     

    Total

    36h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

    Aprovação na Unidade Curricular Treinamento Esportivo I

    Correquisito

     

    EMENTA

    Capacitação do futuro professor para o entendimento científico e a organização de programas de treinamento físico para os esportes coletivos e individuais, bem como a compreensão das diferentes capacidades motoras e seus fatores determinantes.

    OBJETIVOS

    • Apresentar as principais capacidades motoras, seus fatores determinantes e métodos de treinamento.
    • Programar treinamento esportivo de acordo com os diversos tipos de preparação, princípios e métodos de condicionamento.
    • Aprofundar o conhecimento teórico científico em treinamento esportivo, para entender os fatores determinantes da performance motora e estimular o desenvolvimento do desporto nacional.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    GOBBI, S.; VILLAR, R; ZAGO, A.S. Bases teórico - práticas do condicionamento físico. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2005.

    MONTEIRO, A. e LOPES, C.R. Periodização esportiva: estruturação do treinamento. São Paulo: Editora AG, 2009.

    POWERS, S. K. & HOWELEY. Fisiologia do exercício – teoria e aplicação ao condicionamento e ao desempenho. 2ª. ed. São Paulo: Manole, 2005.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    DANTAS, E.H.M. A prática da preparação física.  4ª ed. Rio de Janeiro: Shape, 2004.

    GOBBI, S.; VILLAR, R; ZAGO, A.S. Bases teóricas - práticas do condicionamento físico. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2005.

    MONTEIRO, A. e LOPES, C.R. Periodização esportiva: estruturação do treinamento. São Paulo: Editora AG, 2009.

    WEINECK, J.  Biologia do esporte. São Paulo: Manole, 2005.

    _________. Treinamento ideal. São Paulo: Manole, 2003.

    TUBINO, M. J. G. Metodologia científica do treinamento desportivo. 13ª. ed. Rio de Janeiro: Shape, 2003.

               
     

     

     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

    Prática

    64h de estágio do aluno na unidade escolar

    Total

    36h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Esta disciplina busca levar o futuro docente a conhecer as diferentes concepções da Filosofia, sua história, influências e a análise da sua relação com a Educação e a Sociedade.

    OBJETIVOS

    Compreender o sentido e o significado da Educação, a partir da construção das diferentes concepções da Filosofia.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. 36. ed. São Paulo:Autores Associados, 2003.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    KNELLER, G.F. Introdução à filosofia da educação. Rio de Janeiro: Zahar, 1984.

    ______.Educação: do senso comum à consciência filosófica. São Paulo: Cortez/Autores Associados, 1996.

    SUCHODOLSKI, B. A pedagogia e as grandes correntes filosóficas. Lisboa: Horizonte, 1978.


    SAVIANI, Dermeval. A filosofia da educação no Brasil e sua veiculação pela Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília: s.l, n. 65 v. 150, p.273-90, mai./ago. 1984.

               
     

     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    LINGUA BRASILEIRA DE SINAIS – LIBRAS

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    72h

    Prática

     

    Total

    72h

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

     

    Correquisito

     

    EMENTA

    Surdez e deficiência auditiva (DA) nas perspectivas clínica e historicocultural. Cultura surda. Aspectos linguísticos e teóricos da LIBRAS. Educação de surdos na formação de professores, realidade escolar e alteridade. Papel dos tradutores-intérpretes educacionais de Libras–Português. Legislação específica sobre LIBRAS e educação de surdos. Prática em LIBRAS: vocabulário geral e específico da área de atuação docente.

    OBJETIVOS

    Criar condições iniciais para atuação na educação de surdos, por meio da Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS, na respectiva área de conhecimento.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    BRASIL. Lei nº 10.436, de 24/04/2002.

     

    BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22/12/2005.

     

    CAPOVILLA, Fernando César; RAPHAEL, Walkíria Duarte. Dicionário Enciclopédico Ilustrado Trilíngüe da Língua de Sinais Brasileira, Volumes I e II. 3 ed. São Paulo: Editora daUniversidade de São Paulo, 2001.

     

    FELIPE, Tanya A. & MONTEIRO, Myrna S. LIBRAS em Contexto: Curso Básico. 5. Ed. ver. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial. Brasília, 2004.

     

    LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de. O Intérprete Educacional de língua de sinais no Ensino Fundamental: refletindo sobre limites e possibilidades. In LODI, Ana Claúdia B. HARRISON, Kathryn M. P. CAMPOS, Sandra R. L. de. TESKE, Ottmar. (organizadores) Letramento e Minorias. Porto Alegre: Editora Mediação, 2002.

     

    LODI, Ana Claudia B. et al. (Orgs.) Letramento e minorias. Porto Alegre: Editora Mediação, 2002.
     

    LODI, Ana C. B.; HARRISON, Kathrin M. P.; CAMPOS, Sandra, R. L. Leitura e escrita no contexto da diversidade. Porto Alegre: Mediação, 2004.

     

    QUADROS, Ronice. M. et al. Estudos Surdos I, II, III e IV – Série de Pesquisas. Editora Arara Azul. Rio de Janeiro.

     

    QUADROS, Ronice. M. de & KARNOPP, L. B. Língua de Sinais Brasileira: Estudos lingüísticos. Porto Alegre. Artes Médicas. 2004.

     

    SKLIAR, Carlos B. A Surdez: um olhar sobre as diferenças.Editora Mediação. Porto Alegre. 1998.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    SACKS, Oliver. Vendo vozes. Uma jornada pelo mundo dos surdos. Rio de Janeiro: Imago, 1990.

     

    SEE-MG. Coleção Lições de Minas. Vocabulário Básico de LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais. Secretaria do Estado da Educação de Minas Gerais, 2002.

     

    SEE-MG. A inclusão de alunos com surdez, cegueira e baixa visão na Rede Estadual de Minas Gerais: orientações para pais, alunos e profissionais da educação. Secretaria do Estado da Educação de Minas Gerais, 2008.

     

    STROBEL, Karin. As imagens do outro sobre a cultura surda. Florianópolis: [snt].

     

    STROBEL, K. L. & FERNANDES, S. Aspectos Lingüísticos da Libras. Curitiba: SEED/SUED/DEE, 1998. (Disponível em:<http://www8.pr.gov.br/portals/portal/institucional/dee/aspectos_ling.pdf>. Acesso em: 01 março. 10)

     

    SITES:

     

    CEFET/SC - NEPES

    http://hendrix.sj.cefetsc.edu.br/%7Enepes/

     

    ENSINO E APRENDIZAGEM DE LIBRAS

    http://ensinodelibras.blogspot.com

     

    FENEIS

    http://www.feneis.org.br/page/index.asp

     

    DICIONÁRIOS DE LIBRAS:

    www.dicionariolibras.com.br

    www.acessobrasil.org.br

               
     

     


     

    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI – UFSJ

    Instituída pela Lei no10.425, de 19/04/2002 – D.O.U. DE 22/04/2002

    PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO – PROEN

    COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO FÍSICA – COEFI

    CURSO: Educação Física

    Turno: Integral

    INFORMAÇÕES BÁSICAS

    Currículo

     

    2011

    Unidade curricular

     

    ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA IV

    Unidade Acadêmica

     

    Período

    Carga Horária

    Código CONTAC

    (a ser preenchido pela DICON)

    Teórica

    36h

     

     

    Prática

    64h de estágio do aluno na unidade escolar

    Total

    100h

     

     

    Natureza Obrigatória

     

    Grau Acadêmico / Habilitação

    Licenciatura

    Prerrequisito

    O discente deverá ter concluído 50% do curso

    Correquisito

     

    EMENTA

    Observação e intervenção como docente de Educação Física. Desenvolvimento de plano de ensino, aprofundamento e regência em um dos níveis da Educação Básica a critério do discente. Planejamento de aulas, formas de avaliação e apresentação de relatório final do estágio supervisionado.

    OBJETIVOS

    • Observar aulas e intervir como docente.
    • Refletir sobre a intervenção como docente.
    • Inserir os futuros professores na dinâmica escolar.
    • Proporcionar momentos de reflexão sobre a realidade escolar.

    BIBLIOGRAFIA BÁSICA

    GABILAN, Jarina Gomes. Educação Física no ensino fundamental: coerência entre os conteúdos do plano de ensino, Prática Pedagógica e expectativas de alunos. 2008. 54 f. Monografia (Licenciatura em Educação Física) - Departamento de Educação Física, Centro de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2008.

    SOUZA, Ana Paula Schú de. Prática de ensino sob forma de estágio supervisionado em Educação Física: fatos e histórias – relato de experiência. In: Revista Digital.  Buenos Aires, ano 13, n. 124, set. 2008. Disponível em: <http://www. efdeportes.com>. Acesso em: 31 de março 2010.

    VENTORIM, Silvana. A produção do conhecimento sobre prática de ensino e estágio supervisionado em educação física na Revista Motrivivência. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 13, 2003, Caxambu. 25 anos de história: o percurso do CBCE na educação física brasileira. Anais... Florianópolis: Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, 2003.

    BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

    LIBANEO, J. C.Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia: Alternativa, 2001.

    PIMENTA, Selma Garrido. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? 4.ed. São Paulo: Cortez, 2001.