Histórico


 

CURSOS DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS


Histórico



 

A primeira organização pedagógica-curricular do curso de Ciências Biológicas da UFSJ, incluso no Projeto de Implantação de Curso aprovado pelo Ministério da Educação em 15 de outubro de 2001, foi modificado pelo Colegiado do Curso em 27 de novembro de 2002.  As modificações curriculares adequaram o Curso às determinações da Resolução CNE/CP/MEC 02/2002, de 19 de fevereiro de 2002.  A estrutura e a organização do currículo foram embasadas nas diretrizes curriculares para os Cursos de Ciências Biológicas, definidas pelo Conselho Nacional de Educação, tratadas no Parecer CNE/CES 1301, de 06 de novembro de 2001 e Resolução CNE/CP 07, de 11 de março de 2002.  Com a emissão da Resolução UFSJ/CONAC No. 01, de 15 de janeiro de 2003, as mudanças resultaram no PPC de Ciências Biológicas – grau acadêmico Licenciatura vigentes até o ano 2007, conforme Resolução UFSJ/CONEP No 008, de 30 de abril de 2003.

No primeiro semestre letivo de 2002, ingressaram os primeiros alunos de Ciências Biológicas, com relação candidato/vaga de 22,6, superando as expectativas já no primeiro vestibular. Desde então, a alta relação candidato/vaga observada nos sucessivos vestibulares tem colocado o Curso entre os mais concorridos da UFSJ evidenciando o acerto institucional pela implantação do Curso. A qualidade dos alunos do Curso de Ciências Biológicas foi positivamente destacada, pela primeira vez, através do exame nacional dos cursos de graduação efetuado pelo Ministério da Educação em 2005, ENADE 2005. Dos 56 cursos de Ciências Biológicas ofertados no Estado de Minas Gerais, em apenas sete os alunos obtiveram o conceito máximo de cinco pontos, entre eles os da UFSJ. O desempenho desses alunos superou ao de cursos mais tradicionais.

Em maio de 2005, a Comissão de Avaliação para fins de Reconhecimento de Curso do MEC, emitiu parecer favorável ao reconhecimento do grau acadêmico Licenciatura em Ciências Biológicas da UFSJ. No ano seguinte, o MEC o reconheceu através da Portaria Ministerial MEC Nº 203/06, de 25 de janeiro de 2006, publicada no DOU de 26/01/2006.  As críticas e sugestões apontadas pela Comissão Avaliadora do MEC coincidiam com a percepção prática dos docentes envolvidos com o Curso e com reivindicações dos alunos. Essas questões foram apresentadas à Administração Superior da UFSJ e diversas ações têm sido implementadas no sentido de aperfeiçoar e ajustar as competências do curso. Entre elas, destacam-se o investimento anual no acervo bibliográfico, a construção e implantação de novos laboratórios de ensino e pesquisa, a aquisição de equipamentos para os laboratórios e a realização de concursos para provimento de cargos de docentes em caráter efetivo e contratação de técnicos de laboratório de biologia. Em 25 de abril de 2007 o Colegiado do Curso aprovou a  reformulação do Projeto Pedagógico da Licenciatura e implantado o grau acadêmico Bacharelado, amparado pela Resolução UFSJ/CONEP No 015, de 06 de junho de 2007.

Em conformidade ao estabelecido pela Resolução CNE/CP/MEC 02/2002, de 19 de fevereiro de 2002, no Projeto Pedagógico para Curso de Ciências Biológicas de 2007, a matriz curricular da Licenciatura inclui 1.680 horas de conteúdos do núcleo de formação básica da Biologia, 120h de eletivas, 200h de atividades complementares, 420h de práticas de ensino de Ciências e Biologia e 400h de estágio supervisionado, dos quais são oferecidos 120h de supervisão de estágio à noite e 280h a serem cumpridas nas escolas de ensino fundamental e médio, em horário livre ao aluno. Para o Bacharelado estão incluídos 1.680 horas de conteúdos do núcleo de formação básica da Biologia, 120h de eletivas, 200h de atividades complementares, 540h de componentes curriculares obrigatórios, agrupados em duas áreas de concentração, Ecologia e recursos da biodiversidade e Neurociências, e 300h de estágio profissionalizante.

Até o vestibular de 2007, o Curso dispunha de 30 vagas anuais, em 2008, de 40 vagas e a partir de 2009, 50 vagas e a forma de ingresso ao curso ocorrendo sempre no primeiro semestre de cada ano letivo, mediante processo seletivo da UFSJ.  Após entrada no Curso, o aluno opta por um ou ambos graus acadêmicos oferecidos.

No PPC de Ciências Biológicas 2012 são mantidos a forma de ingresso, que ocorre sempre no primeiro semestre de cada ano letivo, mediante processo seletivo da UFSJ. Os alunos do Bacharelado e da Licenciatura compartilham uma formação básica comum, composta de um núcleo de disciplinas obrigatórias e para cada um dos graus acadêmicos é oferecido conteúdo referente à formação específica, constituído do estágio supervisionado em Ciências Biológicas, disciplinas e atividades complementares.

Institui-se o desmembramento dos conteúdos práticos, com disciplinas de conteúdo prático independente de disciplinas teóricas, o que permite um gerenciamento melhor dos conteúdos e um aproveitamento melhor por parte do estudante. Isto é possível pela melhoria nas condições de trabalho com instalação de salas de aula e laboratórios melhor equipados, ora como espaços de ensino-aprendizagem mais adequados, ora como laboratórios de pesquisa que têm possibilitado a melhora na produção científica.

Para os alunos ingressantes entre 2010 e 2012, propomos a migração curricular de forma a não comprometer os planos de colação de grau em prazo padrão. Aos alunos que ingressarem no Curso até 2012 é assegurada a opção por um ou ambos os graus acadêmicos oferecidos. A partir de 2013 são fixados 25 vagas para o bacharelado e 25 vagas para a licenciatura, definidos no ato de inscrição no processo seletivo da UFSJ.

 

Bacharelado em Ciências Biológicas

Apesar do Bacharelado em Ciências Biológicas da UFSJ ter sido implantado em 2007 e a colação de grau da 1ª turma ter ocorrido em 2009, o curso está irregular, sem avaliação de reconhecimento devido ao não atendimento às normas de diferenciação e obrigatoriedade de separação entre a licenciatura e o bacharelado, estabelecido pelo Parecer CNE/CP 9/2001 e pela Resolução CNE/CP 01/2001.

Os encargos didáticos atribuídos as unidades acadêmicas provedoras de professores são modificados, adequando as unidades curriculares às competências definidas pelo Regimento Interno dos departamentos, o que garante uma melhor capacitação e maior variedade de disciplinas optativas oferecidas pelo DCNAT e por outros departamentos em outros cursos de graduação. Nestes últimos quatro anos registrou-se melhoria na qualidade do curso de Ciências Biológicas, pela atuação do DCNAT, principal departamento mantenedor do Curso, e a Administração Superior da UFSJ, que têm garantido (i) a ampliação do corpo docente, com formação pedagógica especializada; (ii) a melhoria nas condições de trabalho com instalação de salas de aula e laboratórios melhor equipados, ora como espaços de ensino-aprendizagem mais adequados, ora como laboratórios de pesquisa que têm possibilitado a melhora na produção científica; e, (iii) a atualização do acervo bibliográfico. Além disso, as sugestões dos discentes têm sido analisadas pela Coordenadoria do Curso, o que tem possibilitado melhorias na organização do Curso e contribuído para a discussão e avaliação do PPC em vigor, aprovado pela Resolução UFSJ/CONEP No 015, de 06 de junho de 2007.A estrutura das unidades curriculares é alterada para múltiplos de 18 horas semestrais, modificando a carga horária prevista; e, os prazos para integralização curricular do Bacharelado em Ciências Biológicas são modificados para uma carga horária mínima de 3.440 horas e limite mínimo para integralização de quatro anos, adequando o Curso a Resolução/UFSJ/CONEP No 029, de 15 de setembro de 2010 e ao Parecer CNE/CES 213/2008 e a Resolução CNE/CP 4/2009.

Propomos maior participação de docentes na supervisão e orientação de estágios acadêmicos e profissionalizantes, garantindo uma formação mais generalista e uma maior flexibilidade na formação do profissional Biólogo. Isso modifica os objetivos do Bacharelado em Ciências Biológicas e o perfil e competências do egresso, diferente do PPC 2007 que restringia a formação exclusiva de profissionais para a pesquisa, principalmente em “Ecologia e recursos da biodiversidade” e “Neurociências”. Os alunos, em sua maioria, ao terminarem a graduação tinham por única perspectiva a pós-graduação, pela extensa oferta na graduação de unidades curriculares que enfatizam unicamente a pesquisa acadêmica, centralizadas em apenas duas áreas e pela falta de oferta de oportunidades formativas alternativas, tanto em outras áreas de pesquisa quanto nas áreas tecnológicas, administrativas, governamentais, entre outros.

Neste PPC são contemplados mais possibilidades de atuação do Biólogo no mercado de trabalho, nas grandes áreas de Saúde, e Meio Ambiente e Biodiversidade. São utilizados como norteadores, a Resolução No 7, de 11 de março de 2002, da Câmara de Educação Superior, Ministério da Educação, calcada no Parecer No 1.301/2001 do Conselho Nacional de Educação, que estabelece as Diretrizes Curriculares para os cursos de Ciências Biológicas, Bacharelado e Licenciatura, no país, que orienta quanto ao perfil do profissional Biólogo, à estrutura do Curso, aos conteúdos curriculares e às atividades complementares. Tais orientações estão somadas às recomendações do Conselho Federal de Biologia, definidos na Resolução CFBio No 227, de 18 de agosto de 2010, respaldada pelo Parecer CFBio No 01/2010.

Licenciatura em Ciências Biológicas

A atualização no PPC de Ciências Biológicas da UFSJ, grau acadêmico Licenciatura, é uma resposta inadiável às questões fundamentais identificadas no decorrer dos anos de funcionamento do curso à necessidade de: i) aperfeiçoar a formação do professor de Ciências e Biologia através de uma sólida formação teórico-prática e profissional nos campos da educação e das ciências naturais de forma integrada e contextualizada; ii) aperfeiçoamento da oferta de unidades curriculares no contexto da prática como componente curricular no estreitamento das relações da universidade com a escola básica; iii) ampliação do currículo das Ciências Biológicas para garantir o aproveitamento de unidades curriculares diante da nova configuração da universidade, obtida pela expansão no âmbito do REUNI, Resolução UFSJ/CONEP No 029, de 15 de setembro de 2010, que estrutura as disciplinas dos cursos para múltiplos de 18 horas semestrais, modificando a carga horária prevista; iv) atendimento ao disposto pelo Decreto 5626/2005 que regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras, como disciplina obrigatória a todos os cursos superiores de formação de professores, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Assim o presente PPC de Ciências Biológicas insere a disciplina “Introdução à Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS” como disciplina obrigatória.